sexta-feira, 8 de agosto de 2014

AS CRÔNICAS DE NÁRNIA: A ÚLTIMA BATALHA (Resenha)

The Chronicles of Narnia - The Last Battle
Autor: C. S. Lewis
Editora: Martins Fontes
Categoria: Fantasia/Aventura
Páginas: 110 (VOLUME ÚNICO)
Ano: 2010 (VOLUME ÚNICO)
O Grande Final

Sinopse: À luz de uma enorme fogueira crepitante, a última batalha de Nárnia está prestes a acontecer. O rei Tirian, ajudado corajosamente por Jill e Eustáquio, terá de enfrentar os cruéis calormanos, num combate que decidirá, finalmente, a luta entre as forças do bem e do mal. Mas, com tantas dúvidas e confusão ao redor, conseguirá o rei Tirian manter-se firme na hora mais negra de Nárnia?

Não foi fácil pegar esse livro para ler. Na verdade, posterguei o máximo que pude... Acho que nunca estive preparado para dar adeus a Nárnia, a Aslam e a todo aquele universo mágico. Ler a última palavra de A Última Batalha foi como fechar uma porta que esteve sempre aberta na minha vida e, não, isso não é exagero. Cresci com Nárnia, mas, como tudo tem um fim...

A Última Batalha é um grande fim, honrando toda a série. C. S. Lewis conseguiu fazer um capítulo final que é dramático e divertido, entregando tudo o que me era esperado para a conclusão da saga. 

Aqui, o conflito entre o bem e o mal toma novos pontos de vista, em que tudo está muito dividido. As proezas, as crenças, as boas memórias: todas estão em um passado remoto, a alguns se sentem tão afastados disso tudo que simplesmente ignoram o que há de melhor em seus corações, preferindo ser realmente cegos. Descrentes.

A Última Batalha é bem mais intenso do que os anteriores. Nesse livro final, tudo toma proporções maiores. A obra oferece, mesmo que na conclusão de seu mundo, surpresas de conteúdo que eu nunca imaginaria que fossem possíveis para a Nárnia de Lewis. Aqui, o autor, de fato, explora o limite da corrupção e do deterioramento do esperançoso mundo do leão.

Ainda assim, a escrita de C. S. Lewis permanece com seu habitual ar de inocência. E sem poupar da experiência do leitor os momentos de dor e de perda, o autor traz assim uma sensação ainda mais crível e chocante.

Por tratar-se da finalização de uma saga, optarei por não dar muitos detalhes que poderiam interferir na experiência. No entanto, posso garantir ao leitor que essa é uma história única com elementos de passado e futuro que cimentam uma visão totalmente original e nostálgica da mágica terra que a tantos confortou e divertiu. Espero que seja especial para você como foi para mim.

Nota 5/5

Essa é minha deixa!

# Compartilhar :