sexta-feira, 1 de agosto de 2014

X Men: os melhores super heróis das histórias em quadrinhos

Sim, isso mesmo, o que você leu nesse título foi uma afirmação! Estou batendo a mão pesadamente e afirmando que os X Men são os melhores heróis das nossas amadas HQ's de todo santo dia. Calma, calma, já vou me explicar.

Como deu pra perceber, sou apaixonado pelos X Men, e isso vem de muito tempo. Claro, quando eu era pequeno não era lá uma criaturazinha tão "profunda" e reparadora como sou agora, mas, bem, acho que desde lá eu já sabia o que era bom, rs. Sempre adorei acompanhar as aventuras dos mutantes, fosse nos quadrinhos antigos que minha mãe arranjava para mim, fosse no desenho animado na hora do almoço ou, então, no filme da Fox. Por alguma razão sempre me senti muito atraído por essa atacada e maltratada equipe.

Hoje, acho que posso afirmar que essa paixão só ganhou mais força. Agora que posso dizer que já sou um menino grandinho, posso observar e absorver muito mais conteúdo das histórias dos meus heróis favoritos. Um ponto que a muito me agrada e atrai é aquele mesma história, sempre a mesma tecla que se bate várias vezes em todos os formatos que apresentam os mutantes: a incansável eterna luta por direitos, por igualdade. Embora tenhamos diversos dilemas e histórias bem boladas em outras grandes equipes como Os Vingadores e a Liga da Justiça, acho que nenhuma delas passa tanta veracidade, tanto... Conceito. Gosto de quando uma história é capaz de me puxar, de me fazer - mesmo que por poucos instantes - acreditar mesmo naquilo, enxergar, viver. E isso é muito mais do que possível com os mutantes da Marvel.

Vezes evidentemente, outras vezes nem tanto, podemos perceber que todo grande personagem tem um ponto "negativo", alguma proibição, limitação... Algo que não os torne tão grandiosos, ou que diminua esse senso, essa ideia do que é um herói: imponente, intocável, indestrutível. Certas vezes se torna até complicado reconhecer alguns personagens como heróis, de tão humanos que se entregam. Como exemplo temos Vampira, que por mais forte que seja tem a barreira de não poder ser tocada, Ciclope que por toda a vida tem de usar um óculos, que vê tudo sempre vermelho (imagina como deve ser perder o direito de enxergar as cores...) e Professor Xavier, que, por mais poderoso que fosse, passou anos preso a uma cadeira de rodas.

Outro ponto importante que eu gostaria de destacar são as mulheres. Ainda que as outras equipes tenham membros femininos de destaque e grandeza, nenhuma se compara aos X Men nesse quesito. No mundo dos mutantes, as XX praticamente dominam a área, tendo diveeeeeersas personagens de enorme destaque em poder. Podemos citar Tempestade, Jean Grey (Fênix), a própria Vampira, Mística... Personagens que, inclusive nos filmes, não são apenas outro apelo sexual ou um par romântico para o mocinho: são o destaque. Fala sério, como não se orgulhar disso...?


As tramas também são sempre muito interessantes. Por mais que os roteiristas às vezes viajem um pouco (o que é típico de quadrinhos) o constante apelo político e social unido com a aventura e a ficção cientifica fazem com que toda experiência envolvendo tais maravilhosos personagens seja única. Fascinante. E é bom ver que o público fã dos mutantes só vem crescendo com o passar dos dias.

Pra finalizar, gostaria de agradecer a todos que participaram na construção de todo esse maravilhoso legado, deixando aqui minha pequena homenagem para meus heróis de sempre. Garanto que levarei para toda a minha vida essa "fãzisse", e me orgulho muito disso. 

"Ciclope estava certo!" Essa é a minha deixa, pessoal. 

# Compartilhar :